Maria Dinorah

A noite pouca

- A noite pouca para o muito, que sinto. pouco o tempo para o muito, que quero. A vida escassa para o muito, que busco. O amor nada para o muito, que espero.


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

Remetido por Brbara J bjgmachado@sec.secrel.com.br