Linhares Filho

Reencontro

Fiel ao amor e à arte entre proteus, encontro a luz aquém do terremoto. A arte e o amor são em mim síntese, foto do Ser e a fotossíntese que os meus respiros pedem. No imo é que devoto o culto mais leal a encantos seus. E, na luta, assemelho-me aos Ateus: contactando o meu chão, de novo broto. Quanto mais acho, tanto mais procuro o bem de amar e criar no tempo e espaço da vigília e do sonho dos Orfeus. Reencontro-me, autêntico misturo Poesia e Amada num grandioso abraço, imagens do infinito amor de Deus!


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *