António Ramos Rosa 
Porque não soube merecer
                  
 
Porque não soube merecer a glória, a mais suave
de me deitar a teu lado
e que o sangue a palavra 
abolisse a diferença entre o meu corpo e a minha voz
porque te perdi 
não sei quem sou
 

 ÍNDICE DO AUTOR | PÁGINA PRINCIPAL