Antonio Ferreira dos Santos Júnior



Sempre em Todos na Manhã

Sempre em todos na manhã A noite na face De manhã Ao meio-dia, à tarde, À noite, A noite na face. Nos profundos E magoados olhos fundos A noite. Na noite, Pleno encontro de tudo, De todos.


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *